Superpoderes: Ativar!!!

Na ficção invariavelmente destacam-se personagens com habilidades sobre-humanas, sobrenaturais ou paranormais, geralmente chamadas de “superpoderes”.CIMG5128

São poderes além do normal em um ser humano, ou mesmo características que não são comuns nas demais pessoas, cujo uso os torna superpoderosos e encantadores aos olhos dos outros.

Descontando o exagero da ficção, temos na Psicologia Positiva um objeto de estudo que trata justamente da descoberta – e ativação – dos nossos superpoderes: as forças pessoais ou de caráter.

Para a Psicologia Positiva, a felicidade e o bem-estar expressam-se através do florescimento da pessoa (ver AQUI).

Uma das principais formas de obter esse florescimento está no uso das forças e virtudes pessoais, ou forças do caráter.

Um pouco de história

O tema das forças pessoais ou de caráter foi desenvolvido por Christophen Peterson, Professor na Universidade de Michigan, e por Martin Seligman, visando criar uma classificação universal de tudo que se relaciona à qualidade de vida, ou seja, um vocabulário dos traços positivos, uma classificação uniforme e mensurável.

Um dos resvia-logoultados desses estudos foi a criação do teste VIA (Values in Action) das Forças Pessoais, que é hoje uma ferramenta central da Psicologia Positiva e já foi respondido por mais de 3 milhões de pessoas, em mais de 190 países.

O VIA mede as 24 forças pessoais universais, na ordem como aparecem em cada indivíduo, mostrando o que ele tem de melhor. Todos nós temos essas 24 forças, diferindo apenas na forma e a ordem que as usamos, o que expressa nossa individualidade.

O relatório traz as suas forças pessoais em ordem de utilização mais frequente e permite que você entenda e personalize seu caminho para a felicidade, de forma autêntica, única e engajada.

No site oficial da Psicologia Positiva estão disponíveis vários testes validados sobre o lado positivo da vida, dentre eles o VIA (http://www.viacharacter.org/www). Você pode responder inclusive em Português e tem acesso imediato a um relatório simplificado em pdf (gratuito), que você pode salvar no seu computador e até mesmo imprimir.

O site oferece também alguns relatórios mais aprofundados, que são pagos. Mas o teste gratuito é suficiente para você conhecer e trabalhar no uso de suas forças.

Mas o que são essas tais forças pessoais?

As forças pessoais ou de caráter são capacidades naturais e universais que nos motivam a fazer o bem ou a agir visando o bem-estar de outra pessoa de forma desinteressada, apenas pelo ato em si.

Essas ações positivas alimentam o sentimento de reciprocidade, ampliando nossas virtudes positivas.

Este é um processo que se retroalimenta, pois, ao reafirmamos nossas forças pessoais, os sentimentos positivos tornam-se ainda mais gratificantes e significativos a cada ação, fazendo com que queiramos utilizá-las cada vez mais.

Estas 24 forças sustentam os elementos essenciais à Felicidade e ao Bem-estar (PERMA) e são agrupadas em 6 virtudes principais:
Quadro virtudes e Forças de Caráter

Como interpretar e usar o resultado do meu teste?

É muito comum ao fazer o teste a pessoa dizer: “Gostei, legal, MAS… eu não sou tudo isso… Também tenho meus pontos negativos.”

É muito interessante, porque isso demonstra o quanto estamos condicionados à crença de que há sempre algo errado conosco e também a buscar as dicotomias, ou seja, se nos apresentam os pontos positivos, logo queremos ver quais são os negativos.

Obviamente, todos temos pontos a melhorar. Não se trata de negar isso. Faz parte da condição humana, de seres que se desenvolvem e evoluem. A questão é onde está o nosso foco.

O foco da Psicologia Positiva, principalmente no que se refere às forças pessoais, é o do cultivo da plenitude, da abundância, buscar sempre ter mais do que já é bom em nossas vidas, visando nos fortalecer e aumentar nosso florescimento.

No que se refere a Felicidade e Bem-estar, o conceito é que devemos sempre buscar e nos acostumarmos a viver em abundância, com reservas, ao invés de apenas com o mínimo suficiente para não sofrer.

Todas as 24 forças são capacidades positivas, que todos nós temos e usamos em diferentes intensidades e formas.

Normalmente dispomos de 5 a 7 forças centrais, ou seja, que são mais utilizadas cotidianamente e, estas, em maior ou menor escala, caracterizam o perfil de cada indivíduo.

Estas são as primeiras da lista do seu resultado e compõem o que chamamos de marca pessoal, pois são aquelas que mais caracterizam sua ação no mundo e que mais impactam positivamente as demais pessoas. Estes são os seus superpoderes!

Você reconhece as suas forças pessoais (a sua marca pessoal), quando, ao usá-las, tem um senso de propriedade, integridade e autenticidade, de estar agindo dentro da sua verdade, de quem você realmente é.

Usar suas forças pessoais é muito fácil para você e faz com que se sinta energizado, excitado, perca a noção do tempo e procure sempre novas formas de usá-las. Seu uso também traz alegria, entusiasmo e até êxtase.

“Você entra no envolvimento quando seus pontos mais fortes são empregados para enfrentar os maiores desafios que surgem no seu caminho.”  (Martin Seligman)

As forças intermediárias (as que estão entre as 5-7 primeiras e as 5 últimas) são as que você usa consistentemente, mas não constantemente, ou seja, são muitas vezes condicionadas a algum tipo de ambiente ou situação (trabalho x lazer x família etc.).

É importante destacar que as 5 últimas forças da lista NÃO são características negativas suas. São apenas as que você usa menos, ou seja, cujo uso lhe exigem mais energia e atenção consciente.

Notas baixas não significam fraqueza de caráter; mostram apenas a variação do grau de expressão e de vivência de cada uma das forças.

Lembre-se o teste é baseado na visão de que todos temos essas forças, apenas usadas em intensidades diferentes.

Mas, por que usar a marca pessoal é importante?Detalhe esc evolucao - Puerto Vallarta

As forças pessoais são o suporte para o engajamento. Ao usar suas características positivas mais fortes, você se energiza e entra no envolvimento com o que está fazendo, experimentando maiores níveis de felicidade.

Ao invés de perguntar quais são os seus pontos fracos, concentre-se em conhecer e reforçar as suas virtudes e usá-las para criar felicidade e bem-estar na sua vida, energizando-se e fortalecendo-se para todos os tipos de desafios.

A ideia é de que, ao conhecer as suas forças pessoais, você possa se apropriar delas, encontrando modos de usá-las frequentemente e de novas maneiras.

Quanto mais você usa suas forças, mais fácil fica entrar na condição de viver em plenitude, no seu melhor, integrando o prazer, o engajamento, os relacionamentos e o sentido.

“Quando você se torna mais feliz e satisfeito com sua vida e com as coisas que fazem parte dela, você tem mais para oferecer aos outros.”    (Seligman)

Superpoderes, Ativar!

Você tem em suas mãos o poder de ativar seus “superpoderes”.

Faça o teste, conheça seu perfil de forças pessoais, sua marca pessoal e trabalhe para vivenciar cada vez mais seus superpoderes.

São eles que vão abrir caminho para a conquista do seu mundo!!!


Aplicações Práticas

Vivenciando sua marca pessoal

  1. Faça o teste no site http://antuak.pro.viasurvey.org/
  2. Ao completar o teste, preste atenção à ordem de classificação de suas forças. O que você concorda? O que o surpreendeu?
  3. Defina um período de sua agenda no qual você exercitará uma ou mais de suas forças pessoais (marca pessoal) de uma nova forma, em qualquer âmbito de sua vida.
  4. Faça isso por uma semana e depois reflita sobre como você se sentiu fazendo isso, como foi o fluxo do tempo, seu bem-estar etc.
  5. Torne essa prática um hábito, alternando as forças, se preferir.

Usando uma força menos frequente

Se em algum momento você considerar importante desenvolver as forças que estão no final da lista, saiba que será muito mais produtivo se você colocar as forças da sua marca pessoal (as 5 a 7 primeiras) a serviço dessa tarefa. Assim, você estará usando sua marca pessoal, criando energia e bem-estar e, ao mesmo tempo, trabalhando o uso das forças menos frequentes.

Por exemplo, se você tem a curiosidade como uma das suas forças de marca pessoal e quer trabalhar a prudência, que está entre as suas 5 últimas, você pode usar a estratégia de perguntar às pessoas (curiosidade) como eles fazem para serem mais atentas aos possíveis perigos ou adversidades (prudência).

 

 

10 comments

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s