MBTI – Quatro letras e muito autoconhecimento

Diferentes somos todos

Muito se fala em diversidade e autoconhecimento, mas pouco se fala que diferentes somos todos nós. Leia mais sobre isso em Autoconhecimento – Prazer em Conhecer! e em Quem Você Pensa que é?

Pode parecer exagero, mas é a pura verdade. Você é um universo único, com seus dons, suas armadilhas, seus potenciais, seus sonhos… isso sem falar da sua história de vida, sua experiência, o que você já aprendeu por aí.

Ninguém vê o mundo como você. Ninguém reage como você e ninguém tem as mesmas ideias que você. E todos têm direito a ser respeitados em sua diversidade básica de ser humano.

“Não é que você seja diferente, mas é que ninguém consegue ser igual a você.”  (William Shakespeare)

Imagine o potencial disso multiplicado pelas centenas de pessoas que certamente fazem parte do deu dia a dia. Potencial tanto de conflito e mal-entendidos, quanto de criatividade e cooperação.

Vai depender da sua atitude de abertura para essa diversidade. Mais do que aceitar a diversidade, a palavra de ordem aqui é aproveitar a riqueza que ela traz.

Conhecer-se e ter consciência de que as pessoas são diferentes é um trunfo, pois permite que você admire as diferenças e faça isso trabalhar a seu favor, dos seus relacionamentos, seu trabalho e sua criatividade.

 MBTI – O que significa?

São inúmeras as ferramentas que se propõem a ajudar as pessoas a se conhecerem melhor. Um deles, que eu uso muito e com muita efetividade nos meus processos de coaching e de treinamento, é o MBTI, baseado nos tipos psicológicos do Jung.

O MBTI – Myers-Briggs Type Indicator é um dos indicadores de personalidade mais populares atualmente, identificando as características e preferências de atuação das pessoas.

Foi criado em 1941 por Katherine Cook Briggs e Isabel Briggs Myers, mãe e filha respectivamente, visando descrever de forma prática a ordem das preferências Junguianas nas pessoas, dando origem à abreviação das quatro letras.

Tem como base a teoria dos Tipos de Personalidade de Jung, famoso psicólogo e psiquiatra suíço (1875/1961), considerado pai da Psicologia Analítica e da Psicologia Humanista, além de ser um dos precursores da Psicologia Transpessoal.

O MBTI é, talvez, a ferramenta mais usada quando se fala de tipologia de personalidade, pois é um dos poucos modelos que descreve as diferenças positivamente, tendo validação global em mais de 16 países e sendo muito usado no ambiente corporativo.

Hoje o MBTI é utilizado por mais de 20 milhões de pessoas no mundo para:

  • aprofundar autoconhecimento;
  • melhorar relacionamentos interpessoais;
  • ampliar a capacidade de liderar com eficácia;
  • identificar novas oportunidades de carreira;
  • criar equipes de trabalho mais produtivas e participativas;
  • apreciar diferenças importantes entre as pessoas;
  • entender como diferentes tipos podem trabalhar juntos de uma forma complementar;
  • prevenir e administrar conflitos;
  • dotar as organizações de padrões mais elevados de eficiência e produtividade.

Mas como funciona?

Para saber o seu tipo MBTI (identificado por uma sigla de quatro letras), você precisará responder a um questionário, no qual vai escolher, entre as opções apresentadas, quais são as suas preferências.

A partir das suas respostas ao questionário, ficará claro quais são as suas preferências em 4 dimensões diferentes, conforme quadro abaixo:

Temos então 16 tipos MBTI diferentes (resultado da combinação dos quatro pares de preferências). Cada um deles é uma sigla composta por quatro características predominantes: I ou E, para introversão ou extroversão; S ou N, para sensorial ou intuição; T ou F, para razão ou sentimento; J ou P para julgamento ou percepção.

Cada letra corresponde a um tipo de preferência, que tem características específicas, expressas no quadro a seguir por algumas palavras-chaves:

Cada uma dessas preferências é um caminho diferente em termos de atuação e de desenvolvimento o humano.

O tipo de personalidade MBTI é expresso por quatro preferências, gerando 16 combinações, sendo cada uma um tipo com uma dinâmica diferente.

Nos próximos artigos vou apresentar de modo mais aprofundado cada um desses pares de preferências (Introversão-Extroversão, Sensação-Intuição, Pensamento-Sentimento e Julgamento-Percepção) e como eles se manifestam na personalidade.

Obviamente, a intensidade da preferência é também muito importante para perceber o quanto ela tem influência no conjunto e na dinâmica da personalidade. Por isso, o resultado do teste indica a clareza que cada um tem dessas preferências.

E o que eu faço com isso?

Normalmente, ao fazer o teste e ter contato com a descrição do seu tipo, você reconhece as suas características, seus dons (aquilo que você tem de melhor e que o ajuda) e as suas armadilhas (aqueles pontos difíceis da sua personalidade, verdadeiros “buracos no caminho” em que você teima em cair).

Conhecer esses aspectos amplia o seu autoconhecimento, que é a base para o desenvolvimento pessoal e melhor relacionamento interpessoal e atuação no mundo.

Com essa base, é possível obter muito crescimento em termos de aprimoramento pessoal, pois você aprende a entender melhor a sua dinâmica de funcionamento, podendo criar estratégias para administrar melhor suas reações nas mais diversas situações.

Você também pode melhorar o seu relacionamento interpessoal, pois passa a se respeitar mais e às suas características e também a entender que as demais pessoas são realmente diferentes e que, se levar isso em conta, você pode encontrar formas de se comunicar e interagir melhor.

Por exemplo, nos processos de coaching que conduzo, uso diversas ferramentas de autoconhecimento, entre elas o MBTI, não só para aumentar o autoconhecimento do cliente, mas também para que ele possa criar ações e estratégias mais alinhadas com a sua essência, gerando resultados melhores e mais sustentáveis.

Como faço para saber o meu tipo?

A empresa no Brasil que detém os direitos dessa ferramenta é a Fellipelli Consultoria. É ela que, em conjunto com as demais empresas responsáveis no mundo, trabalha para garantir a correta aplicação da ferramenta e também mantém o banco de dados de todas as aplicações feitas na região.

Para ter acesso à ferramenta, responder ao questionário e ter uma devolutiva (explicação dos resultados aprofundada e orientações para seu desenvolvimento pessoal e profissional), você precisa contratar um consultor qualificado (que fez o treinamento e entende profundamente a ferramenta) ou diretamente com a Fellipelli.

Existem também alguns sites que disponibilizam um resultado básico, de forma gratuita, nos quais você pode responder a um questionário semelhante e ter um resultado resumido.

Esses resultados servem mais para você matar a curiosidade sobre qual o seu tipo e também ter um primeiro contato com os resultados (chamo isso de “degustação”). No final deste texto indico alguns desses sites, caso você tenha interesse.

De qualquer forma, se você quiser usar esse instrumento de forma efetiva e aprofundada para ações de desenvolvimento pessoal e profissional, é importante fazer o teste oficial, com a respectiva devolutiva.

Lembre-se: Você é muito mais

O MBTI é realmente muito útil. Tenho muitas experiências fantásticas com o uso desse instrumento,  tanto no coaching individual quanto em treinamentos em empresas.

Porém, temos sempre de lembrar que, como qualquer outro instrumento, ele avalia apenas as preferências e que estas não são absolutas, pois todos nós podemos aprender a usar as outras preferências conforme a situação e a nossa maturidade.

Além disso, preferências não são habilidades, ou seja, não definem o que você pode ou não fazer. Apenas definem se você fica mais ou menos confortável ou gasta mais ou menos energia em diferentes situações, o que ajuda a definir estratégias mais efetivas para o seu desenvolvimento.

Outro aspecto importante a ter em mente é que não há tipos melhores ou piores: todos os tipos têm potencial, com seus dons e armadilhas.

As pessoas são os melhores juízes do seu próprio tipo – portanto, o questionário MBTI é um indicador, não um diagnóstico.

E o principal: o seu tipo de personalidade é só um aspecto entre muitos que o definem. Há ainda o ambiente, as suas experiências de vida e o seu caráter, entre vários outros que que também contribuem para você ser quem e como é.

Assim, ao ler uma descrição de um determinado tipo, você tem a indicação de como as pessoas que pertencem a esse tipo específico de personalidade provavelmente irão se comportar, porém essas são apenas indicações e tendências e não orientações ou respostas definitivas.

É importante também que você esteja sempre atento à tendência muito humana de tentar se encaixar e às demais pessoas em modelos e pretender que estes expliquem tudo.

Por isso, evite a qualquer custo usar o MBTI (ou qualquer outro instrumento de tipologia) para:

  • rotular as pessoas;
  • criar estereótipos;
  • definir caráter;
  • prever sucesso;
  • avaliar ou definir potencial.

Conheça o seu tipo e use a descrição para se auto observar, se desenvolver e se relacionar melhor.

Ele é um instrumento poderoso de autoconhecimento, que pode ajudar muito, mas, no final, é só uma ferramenta, não a obra. O MBTI é um excelente mapa, mas é só um mapa e devemos lembrar que…

“O Mapa não é o território.”  (Alfred Korzybski)

Ou seja, a descrição de um tipo não é você e também não prevê quem você pode se tornar.

Você é um ser multidimensional, composto de infinitas nuances, e é capaz de ser e realizar tudo aquilo a que se propuser de verdade, qualquer que seja o seu tipo.

Para saber Mais

www.fellipelli.com.br
Vídeo da Fellipelli – apresentação do MBTI
https://www.youtube.com/watch?time_continue=1&v=KgwFMoPoJ0Y
Testes on line gratuitos (não substituem o teste original, mas podem ser uma boa “degustação”
www.inspiira.org/
www.16personalities.com/br/teste-de-personalidade
Para ter uma ideia da descrição dos tipos:
http://www.erudito.fea.usp.br/PortalFEA/repositorio/201/documentos/RH1_T2/DescricaoTiposHTML.htm
Um pouco mais sobre a base do MBTI:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s