Qual o tamanho da sua caixa?

Quando se fala de Criatividade, é muito comum ouvirmos a expressão: “Pense fora da caixa”.

Mas você sabe como surgiu essa expressão e o que ela significa?

Esse termo é uma metáfora que significa pensar de forma diferente, não convencional ou de uma perspectiva alternativa, quebrando paradigmas, e está diretamente ligado ao pensamento criativo.

Esta expressão popularizou-se a partir das atividades de consultores organizacionais das décadas de 70 e 80, que desafiavam seus clientes a resolver o “Desafio dos Nove Pontos” (“Nine dots puzzle”), o qual, por sua vez, é mais antigo ainda; segundo a Wikipedia, as primeiras referências a ele datam de 1914.

A solução deste desafio requer o uso do pensamento lateral para buscar soluções alternativas (veja o desafio no final deste artigo e tente resolvê-lo!).

O conceito de pensamento lateral foi criado por Edward de Bono, um dos “papas” da criatividade, como uma forma de solução de problemas, em que se tenta ver os vários ângulos das questões, ao invés de seguir uma solução imediata.

Trata-se do uso de um processo não linear de raciocínio, para checar pressupostos, mudar perspectivas e gerar novas ideias.

Nossa educação formal tipicamente enfatiza o pensamento lógico ou vertical, o qual, embora seja eficaz, é também incompleto, por ser seletivo por natureza, indo direto ao ponto.

Para se ter uma solução mais completa e rica, precisamos complementar o raciocínio lógico com a criatividade que é estimulada pelo pensamento lateral,o qual está intimamente relacionado com a perspicácia, a intuição e o talento.

“Em sua maioria, os erros de pensamento são inadequações de percepção e não erros de lógica.”  Edward De Bono

“Pensar fora da caixa” ficou significando, então, olhar além e tentar não ficar no óbvio, sair dos limites impostos pelos condicionamentos e buscar alternativas fora do padrão estabelecido.fora da caixa 3

Aumente o tamanho da sua caixa

Alguns autores destacam que, antes de pensar em “pensar fora da caixa”, é necessário aumentar o tamanho da nossa caixa.

Para aumentar a nossa caixa, precisamos em primeiro lugar ter a consciência de que ela existe, ou seja, conhecer a si mesmo, sua cultura, seu entorno.

Parece simples, mas a maioria das pessoas tem dificuldade de se conscientizar de seus limites de percepção e, portanto, de ação, ou seja, de perceber a sua caixa.

Procure saber como você pensa, como vê o mundo e seus condicionamentos pessoais, familiares, educacionais, profissionais, culturais etc. e estar atento ao fato de que a sua é apenas uma das muitas formas de ver e que existem várias outras fora desse círculo.

Para aumentar sua caixa, é essencial estar disposto a ampliar sua percepção, ou seja, conhecer a si mesmo e expandir seus horizontes. Este é o primeiro passo a ser dado.

Fatores que contribuem para manter sua caixa sempre do mesmo tamanho

Normalmente estão ligados a uma vida rotineira, mais rígida e menos desafiadora. Os principais são os seguintes:

  • condicionamentos
  • tradições
  • apego a soluções já conhecidas
  • apego ao passado, ao que sempre foi assim ou sempre deu certo
  • medo do novo
  • apego à sua zona de conforto
  • tendência a frequentar sempre os mesmos círculos
  • rotina
  • ambiente repressor
  • excesso de perfeccionismo.

Fatores que ajudam a expandir sua caixa

São muitos os fatores que podem ajudar você a expandir sua caixa, mas o mais importante está na postura de abertura ao novo, na curiosidade e vontade de aprender.

Você pode começar experimentando algumas das sugestões abaixo:

  • cultivar hobbies fora da sua área de atuação
  • viajar, conhecer culturas e lugares diferentes
  • ler histórias e biografias
  • conhecer pessoas novas, fora do seu círculo habitual
  • fazer caminhos diferentes
  • testar possibilidades
  • desafiar-se em novas atitudes
  • apreciar e buscar a diversidade
  • combinar coisas aparentemente diferentes entre si
  • tentar fazer conexões entre temas desconexos
  • conviver com crianças e tentar ver o mundo a partir de seus olhos e de suas perguntas
  • permitir-se.

Perceba que, mesmo após tudo isso, ainda estamos dentro da caixa, porque sempre teremos nossos filtros, nossas referências – cultura, educação, tempo, nossa forma peculiar de olhar… mas a caixa com certeza estará bem maior.

 E o que vem depois?

O objetivo é que, com o tempo, tornando essa busca um hábito, não precisaremos mais pensar no tamanho da nossa caixa ou até mesmo se estamos pensando fora dela.

Simplesmente pararemos de pensar sobre a caixa! Pois teremos já incorporado a atitude de sempre buscar mais conhecimento, diversidade, alternativas e conexões.

E aí poderemos perguntar: caixa, que caixa?

Reflexão

  • Pare para pensar: Qual o tamanho da sua caixa hoje?
  • O que você pode fazer nesse exato momento para aumentá-la?
  • Que tal começar tentando fazer o desafio dos nove pontos, que popularizou a expressão?

O  Desafio dos Nove Pontos

nine dots

  • Pegue uma folha de papel e faça o desenho ao lado (3 carreiras de 3 pontos alinhados).
  • O objetivo é ligar todos os 9 pontos, usando somente quatro linhas ou menos, sem levantar a caneta do papel e sem passar mais de uma vez pelo mesmo ponto.

Lembre-se: a solução é pensar fora da caixa!!!

 Na matéria da próxima semana publicaremos a solução mais comum deste desafio e algumas reflexões a respeito.

Para Saber Mais:

  • Artigo muito interessante com o professor Clóvis de Barros Filho sobre o tema:

http://exame.abril.com.br/revista-voce-sa/edicoes/183/noticias/hora-de-desmontar-a-caixa

  • Livro de técnicas para aprender a pensar fora, expandir e até mesmo sair da caixa:

O pensamento Lateral – Edward de Bono

Siga o Blog!

Se você quer receber o próximo texto (com o resultado do desafio!) diretamente no seu e-mail, clique no botão SEGUIR na barra lateral direita do Blog e passará a receber as novas matérias sempre por e-mail!

2 comments

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s